Bolsas da Ásia têm baixa com Wall Street e Moody’s

Bolsas da região acabaram prejudicadas, principalmente, pelas pesadas perdas em Wall Street. Não houve negociações na China por ser feriado

Tóquio – A maioria dos mercados asiáticos encerrou a semana em baixa. Nesta sexta-feira, as bolsas da região acabaram prejudicadas, principalmente, pelas pesadas perdas em Wall Street, após a agência de classificação de risco Moody’s rebaixar o rating de 15 dos maiores bancos do mundo. Não houve negociações na China por ser feriado.

Este foi o caso na Bolsa de Hong Kong, que teve perdas acentuadas, apesar da presença de investidores em busca de ofertas de ocasião durante a sessão. O Hang Seng perdeu 1,4% e terminou aos 18.995,13 pontos – na semana, o índice acumulou queda de 1,2%..

Em Taiwan, a Bolsa de Taipé fechou em baixa com as preocupações sobre a economia global e seu impacto nas exportações do país. O índice Taiwan Weighted caiu 0,78%, aos 7.222,05 pontos. As ações de empresas de tecnologia terminaram sem direção definida.

Na Coreia do Sul, a Bolsa de Seul fechou em baixa pela segunda sessão consecutiva, acompanhando as perdas de Wall Street, com o nervosismo da zona do euro continuando a pesar. O índice Kospi caiu 2,21%, aos 1.847,39 pontos.

A Bolsa de Sydney, na Austrália, também encerrou o dia no vermelho, após dados fracos de produção da China, Europa e EUA. O índice S&P/ASX 200 caiu 0,96%, aos 4.048,21 pontos. Companhias mineradoras lideraram as perdas pelo segundo dia consecutivo.

Já a Bolsa de Manila, nas Filipinas, fechou em ligeira alta, com a recuperação das principais blue chips no final do pregão. O PSEi ganhou 0,2% e encerrou aos 5.120,07 pontos, com fraco volume de negociações – na semana, o índice teve ganhos de 3,9%. As informações são da Dow Jones.