Bolsas da Ásia fecham sem direção única, com dólar fraco

O dólar vem operando em forte baixa, influenciado por temores de que medidas protecionistas de Washington possam levar ao isolamento dos EUA

São Paulo – As bolsas asiáticas fecharam sem direção única nesta quinta-feira, com o mercado japonês ainda fortemente pressionado pela recente tendência de desvalorização do dólar.

Em seu segundo pregão negativo, o Nikkei caiu 1,13% em Tóquio hoje, a 23.669,49 pontos, à medida que o iene continuou avançando em relação ao dólar durante a madrugada. Trata-se da maior queda do índice japonês desde 6 de dezembro.

Nos últimos dias, o dólar vem operando em forte baixa, influenciado por temores de que medidas protecionistas de Washington possam levar ao isolamento dos EUA no comércio internacional. Ontem, a moeda americana sofreu um novo golpe após o Secretário de Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, afirmar em Davos que o “dólar mais fraco é bom para o comércio”.

Na China, o índice Xangai Composto caiu 0,31%, a 3.548,31 pontos, influenciado por realização de lucros envolvendo ações financeiras e do setor imobiliário, e o menos abrangente Shenzhen Composto recuou 0,39%, a 1.953,30 pontos.

Em outras partes da Ásia, o Hang Seng teve baixa de 0,92% em Hong Kong, a 32.654,45 pontos, após atingir sucessivas máximas históricas, mas o sul-coreano Kospi avançou 0,95% em Seul, ao nível inédito de 2.562,23 pontos, graças a papéis de eletrônicos e ignorando dados mais fracos do que o esperado do Produto Interno Bruto (PIB) da Coreia do Sul, enquanto o Taiex subiu 0,12% em Taiwan, a 11.165,95 pontos, ajudado por ações financeiras, e o filipino PSEi exibiu alta de 0,88% em Manila, a 8.999,17 pontos.

Na Oceania, a bolsa da Austrália caiu levemente, pressionado por ações de grandes bancos domésticos, após acumular ganhos por dois pregões seguidos. O índice S&P/ASX 200 registrou baixa marginal de 0,08% em Sydney, a 6.050,00 pontos. O mercado australiano não irá operar amanhã, devido a um feriado nacional. Com informações da Dow Jones Newswires.