Bolsas da Ásia fecham em alta e Hong Kong ganha 1%

Alguns dos grandes bancos e corretoras tiveram ganhos, embora os investidores estejam à espera da divulgação do PIB do terceiro trimestre

Tóquio – As bolsas asiáticas apresentaram números positivos nesta quarta-feira, no embalo da alta em Wall Street e dos bons números da economia dos Estados Unidos.

Com a maior alta em sete meses e meio, a Bolsa de Hong Kong reagiu às fortes expectativas sobre o PIB do terceiro trimestre da China. O Hang Seng ganhou 1% e encerrou aos 21.416,64 pontos, o maior fechamento desde 2 de março.

Na China, as bolsas fecharam em ligeira alta. Alguns dos grandes bancos e corretoras tiveram ganhos, embora os investidores estejam à espera da divulgação do PIB do terceiro trimestre, o que acontece nesta quinta-feira. O Xangai Composto subiu 0,3% e terminou aos 2.105,62 pontos. O Shenzhen Composto ganhou 0,2%, aos 863,71 pontos.

Em Taiwan, a Bolsa de Taipé encerrou o dia em leve baixa, com os declínios em ações de bancos anulando os ganhos de empresas locais de tecnologia. O índice Taiwan Weighted caiu 0,09%, aos 7.464,40 pontos.

Na Coreia do Sul, a Bolsa de Seul também fechou em alta, com os investidores comprando ações de blue chips após recentes quedas e à espera da divulgação dos balanços do terceiro trimestre de grandes empresas na próxima semana. O índice Kospi subiu 0,70%, aos 1.955,15 pontos.

A Bolsa de Sydney, na Austrália, fechou na maior pontuação em 15 meses, influenciada pela alta nos mercados externos, resultante do maior otimismo sobre a crise da UE e de dados positivos da economia dos EUA. O índice S&P/ASX subiu 0,82%, aos 4.528,21 pontos.

A Bolsa de Manila, nas Filipinas, também apresentou alta. O índice PSEi subiu 0,7% e fechou aos 5.438,38 pontos, com pesado volume de negociações. As informações são da Dow Jones.