Bolsas da Ásia fecham em alta com Wall Street

Os investidores da região seguiram o embalo dos fortes balanços corporativos de gigantes norte-americanas

Tóquio – A maioria dos mercados asiáticos fechou em alta acentuada nesta quinta-feira. Os investidores da região seguiram o embalo de Wall Street, após a divulgação de fortes balanços corporativos de gigantes norte-americanas.

Este foi o caso da Bolsa de Hong Kong, que também reagiu positivamente aos mercados chineses. Os investidores, porém, seguiram cautelosos, com o volume de negociação em níveis baixos. O Hang Seng subiu 1,7% e terminou aos 19.559,05 pontos.

As Bolsas da China tiveram alta com a notícia de que os bancos elevaram os empréstimos neste mês. Isso deu esperanças ao mercado de que o governo está recorrendo novamente ao investimento para ressuscitar a economia doméstica. O Xangai Composto subiu 0,7% e terminou aos 2.184,84 pontos, a maior pontuação desde 13 de julho. O Shenzhen Composto ganhou 0,8%, aos 903,25 pontos.

Em Taiwan, a Bolsa de Taipé fechou em alta, impulsionada pelo bom desempenho de fabricantes de semicondutores, afirmaram analistas. O índice Taiwan Weighted avançou 1,4%, aos 7.148,57 pontos.

A Bolsa de Seul, na Coreia do Sul, fechou em alta, ajudada pela valorização de ações de grandes companhias, mas com vendas pesadas no setor bancário impedindo um avanço maior. O índice Kospi subiu 1,6%, aos 1.822,96 pontos.

Na Austrália, a Bolsa de Sydney fechou na maior alta em seis meses, com as ações de mineradoras liderando o mercado geral. Investidores se entusiasmaram com os resultados melhores do que os esperados no setor de habitação dos EUA. O índice S&P/ASX 200 subiu 2,02%, aos 4.206,70 pontos.

Já a Bolsa de Manila, nas Filipinas, teve queda, com os investidores continuando a realizar lucros, na ausência de novos fatores domésticos. O PSEi caiu 0,6% e encerrou aos 5.189,37 pontos, com moderado volume de negociações. As informações são da Dow Jones.