Bolsas da Ásia encerram em alta; Xangai ganha 1,3%

Investidores na região foram influenciados pela alta de Wall Street e pela redução de preocupações com a Grécia

Tóquio – A maioria dos mercados da Ásia fechou em elevação nesta sexta-feira. A alta em Wall Street, a redução das preocupações sobre a dívida da Grécia e os fatores internos de cada país influenciaram os investidores da região.

A Bolsa de Hong Kong manteve o viés altista, embora a realização de lucros tenha limitado os ganhos. O índice Hang Seng subiu 0,2% e encerrou aos 21.415 pontos – na semana, contudo, o índice acumulou queda de 0,4%.

As bolsas da China também fecharam em elevação, na maior alta em três meses e meio. As esperanças de que Pequim irá flexibilizar a política econômica novamente tiveram destaque, assim como as expectativas de dados econômicos encorajadores dos Estados Unidos e da Alemanha. O índice Xangai Composto subiu 1,3% e terminou aos 2.439,63 pontos, no maior fechamento desde 17 de novembro – na semana, o índice acumulou alta de 3,5%. O índice Shenzhen Composto ganhou 1,4% e terminou aos 976,62 pontos.

O iuane fechou em alta ante o dólar depois de o banco central elevar o câmbio via taxa de referência diária. No mercado de balcão, o dólar encerrou aos 6,2978 iuanes, de 6,2985 iuanes ontem. A taxa de paridade central dólar-iuane foi fixada em 6,2965 iuanes, de 6,3031 iuanes na véspera.

A Bolsa de Taipé, em Taiwan, fechou em alta, com os caçadores de pechinchas comprando, principalmente, ações de fabricantes de LCD e de empresas como a Hon Hai. O índice Taiwan Weighted avançou 0,28% e terminou aos 7.959,34 pontos.

Na Coreia do Sul, a Bolsa de Seul fechou em alta com as compras estrangeiras de ações domésticas, sobretudo de empresas de tecnologia. Dessa forma, o índice Kospi subiu 0,60% e terminou aos 2.019,89 pontos.

A Bolsa de Sydney, na Austrália, encerrou na sua maior pontuação em três meses, impulsionada pelo bom desempenho dos setores financeiro, industrial e de consumo discricionário. O índice S&P/ASX 200 avançou 0,48% e fechou aos 4.306,80 pontos.

Em Manila, a bolsa das Filipinas fechou estável, sucumbindo à realização de lucros após o recente rali. O índice PSE encerrou aos 4.893 pontos, com pesado volume de negociações.


A Bolsa de Cingapura terminou em alta, acompanhando os ganhos nos demais mercados asiáticos. O índice Straits Times subiu 0,3% e fechou aos 2.978,08 pontos, mas na semana encerrou em baixa de 0,8%.

O índice composto da Bolsa de Jacarta, na Indonésia, terminou em baixa de 1,6% e fechou aos 3.894,56 pontos, com os investidores preocupados com a pressão inflacionária do aumento dos subsídios aos combustíveis.

O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, subiu 0,1% e fechou aos 1.558,77 pontos.

O índice SET teve alta de 0,55% e fechou aos 1.146,38 pontos. As informações são da Dow Jones.