Bolsas da América Latina fecham em baixa

Na Argentina, o Índice Geral da Bolsa ficou em 145.924,46 pontos, o que representa uma queda de 0,9%. O Merval 25, por sua vez, recuou 1,05%, para 2.389,89

O índice Merval da Bolsa de Comércio de Buenos Aires fechou nesta quarta-feira em baixa de 1,02%, aos 2.370,19 pontos.

No final do pregão, o Índice Geral da Bolsa ficou em 145.924,46 pontos, o que representa uma queda de 0,9%. O Merval 25, por sua vez, recuou 1,05%, para 2.389,89.

No mercado de câmbio, o preço do dólar se manteve estável e fechou a 4,74 pesos para compra e a 4,78 pesos para venda.

O índice geral da Bolsa de Valores da Colômbia (IGBC) fechou nesta quarta-feira em baixa de 2,51%, aos 13.970,23 pontos. O giro financeiro da sessão foi de 111,412 bilhões de pesos (US$ 61,38 milhões) em 2.510 operações.

O Índice de Preços e Cotações (IPC) da Bolsa Mexicana de Valores (BMV) fechou nesta quarta-feira em baixa de 1,70% aos 41.010,98 pontos.

No pregão foram negociados 400 milhões de títulos, com giro financeiro de 15,137 bilhões de pesos (cerca de US$ 1,164 bilhão).

O principal indicador da Bolsa de Valores de Santiago do Chile, o IPSA, fechou nesta quarta-feira em baixa de 0,50%, aos 4.254,36 pontos.

O índice geral da bolsa chilena (IGPA) também registrou queda de 0,41%, para 20.867,69 pontos.