Bolsas da América Latina fecham em alta

A exceção ficou na Colômbia, onde o índice geral da Bolsa de Valores da Colômbia (IGBC) fechou em baixa de 0,40%, para 14.534,65 pontos

O índice Merval, da Bolsa de Comércio de Buenos Aires, fechou nesta sexta-feira em alta de 3,33%, para 2.696,98 pontos. Já o Índice Geral da Bolsa subiu 1,98%, para 155.626,86 pontos, e o Merval 25 avançou 3,15%, fechando aos 2.697,97. O volume financeiro do pregão foi de 81,7 milhões de pesos (US$ 16,7 milhões), com 45 ações fechando em alta, 17 em queda e 8 estáveis. As principais altas no Merval foram dos títulos de YPF (9,50%), Petrobras (4,84%) e Petrobras Argentina (4,69%). No mercado de câmbio, o dólar fechou em alta, cotado a 4,84 pesos para compra e 4,88 pesos para venda.

O principal indicador da Bolsa de Valores de Santiago do Chile, o IPSA, fechou nesta sexta-feira em alta de 0,76%, aos 4.136,97 pontos. O índice geral da bolsa chilena (IGPA) subiu 0,67%, para 20.854,97 pontos.

O Índice de Preços e Cotações (IPC) da Bolsa Mexicana de Valores (BMV) fechou nesta sexta-feira em alta de 0,10% aos 43.050,92 pontos. No pregão foram negociados 408 milhões de títulos, com giro financeiro de 14,8 bilhões de pesos (US$ 1,16 bilhão).

O índice geral da Bolsa de Valores da Colômbia (IGBC) fechou nesta sexta-feira em baixa de 0,40%, para 14.534,65 pontos. O giro financeiro da sessão foi de 101,8 bilhões de pesos (US$ 54,71 milhões) em 2.060 operações.