Bolsas da América Latina encerram com resultados díspares

O principal indicador da Bolsa de Valores de Santiago, o IPSA, fechou nesta quarta-feira em baixa de 0,41%

Cidade do México/Bogotá/Buenos Aires/Santiago do Chile – O principal indicador da Bolsa Mexicana de Valores, o Índice de Preços e Cotações (IPC), fechou nesta quarta-feira em alta de 1,25%, para 41.724,03.

Durante o pregão foram negociados 402 milhões de títulos nos mercados global e local, com giro financeiro de 14,1 bilhões de pesos (cerca de US$ 1,09 bilhão).

O índice geral (IGBC) da Bolsa de Valores da Colômbia (BVC) fechou nesta quarta-feira com leve alta de 0,03%, para 14.167,21 pontos. Foram negociados títulos no valor de 180,2 bilhões de pesos (US$ 95,46 milhões) em 2.613 operações.

O índice Merval da Bolsa de Comércio de Buenos Aires fechou nesta quarta-feira em baixa de 0,35%, para 4.798,45 pontos.

Já o Índice Geral da Bolsa ficou nos 259.714,85 pontos, queda de 0,78%, enquanto o Merval 25 caiu 0,51%, para 4.798,34. O volume de negócios operados em ações totalizou 102,5 milhões de pesos (US$ 17,8 milhões), com 27 altas, 48 baixas e sete títulos estáveis.

No mercado de câmbio, o preço do dólar se manteve estável e fechou a 5,73 pesos para a compra e a 5,77 pesos para a venda.

O principal indicador da Bolsa de Valores de Santiago, o IPSA, fechou nesta quarta-feira em baixa de 0,41%, para 3.902,07 pontos.

Já o índice geral da bolsa chilena (IGPA) caiu 0,32%, para 19.150,19 pontos. O montante das ações negociadas chegou a 66,3 bilhões de pesos (US$ 132,65 milhões) em 9.770 negociações.