Bolsas da América Latina encerram com resultados díspares

O índice Merval, da Bolsa de Buenos Aires, teve alta de 2%, para 3.925,31 pontos

Santiago do Chile/Cidade do México/Buenos Aires/Bogotá – O principal indicador da Bolsa de Valores de Santiago, o IPSA, fechou nesta quarta-feira em baixa de 0,57%, aos 3.537,81 pontos.

Já o índice geral da bolsa chilena (IGPA) caiu 0,16%, para 17.653,44 pontos. O montante das ações negociadas chegou a 69,4 bilhões de pesos (US$ 137,5 milhões) em 15.002 negociações.

O principal indicador da Bolsa Mexicana de Valores, o Índice de Preços e Cotações (IPC), encerrou em queda de 1,03%, para 39.248,07 pontos.

Durante o pregão foram negociados 346 milhões de títulos nos mercados global e local, com giro financeiro de 13,02 bilhões de pesos (cerca de US$ 980 milhões).

O índice Merval, da Bolsa de Buenos Aires, teve alta de 2%, para 3.925,31 pontos. O Índice Geral da Bolsa, por sua vez, subiu 1,93%, para 225.670,04 pontos, enquanto o Merval 25 avançou 2,17%, para 3.926,13.

O giro financeiro do pregão foi de 88,1 milhões de pesos (US$ 15,6 milhões), com 69 papéis em alta, oito em queda e 11 estáveis. No mercado de câmbio, o dólar subiu levemente e fechou cotado a 5,61 pesos para a compra e a 5,65 pesos para a venda.

O índice geral (IGBC) da Bolsa de Valores da Colômbia (BVC) fechou nesta quarta-feira em alta de 1,29%, aos 13.744,10. Foram negociados títulos no valor de 201,7 bilhões de pesos (US$ 104 milhões) em 3.064 operações.