Bolsas da AL fecham com resultados díspares

O índice Merval da Bolsa de Buenos Aires fechou em baixa de 2,04%, aos 5.526,29, embora tenha subido 1,10% na semana

Bogotá/Cidade do México/Buenos Aires/Santiago do Chile – O índice geral (IGBC) da Bolsa de Valores da Colômbia (BVC) fechou nesta sexta-feira em leve alta de 0,03%, para 14.316,20 pontos.

Foram negociados títulos no valor de 123,8 bilhões de pesos (US$ 65,81 milhões) em 2.351 operações.

O principal indicador da Bolsa Mexicana de Valores, o Índice de Preços e Cotações (IPC), encerrou em alta de 1,06%, aos 40.671,61 pontos.

Durante o pregão foram negociados 400 milhões de títulos nos mercados global e local, com giro financeiro de 11,8 bilhões de pesos (US$ 918 milhões).

O índice Merval da Bolsa de Buenos Aires fechou em baixa de 2,04%, aos 5.526,29, embora tenha subido 1,10% na semana. O Índice Geral da Bolsa ficou em 296.902,72 pontos, queda de 1,73%, enquanto que o Merval 25 caiu 1,88%, para 5.559,56.

O volume de negócios operados em ações totalizou 110 milhões de pesos (US$ 18,7 milhões), com 22 altas, 49 baixas e dez títulos estáveis.

No mercado oficial de divisas, o preço do dólar fechou a 5,83 pesos para compra e 5,88 pesos para venda, um centavo mais que na quinta-feira.

O principal indicador da Bolsa de Valores de Santiago do Chile, o IPSA, teve desvalorização de 0,71%, aos 3.879,11 pontos.

O índice geral da bolsa chilena (IGPA) registrou queda de 0,56%, para 19.102,57 pontos.

O montante das ações negociadas chegou a 52.567.807.876 pesos (cerca de US$ 105,13 milhões) em 6.979 negócios.

O Inter 10, que mede o desempenho local dos títulos negociados em ADRs (American Depositary Receipts) em Nova York e que são um importante componente do IPSA, fechou em baixa de 0,62%, aos 4.669,63 pontos.