China cai e bolsas asiáticas sobem com aposta nos EUA

O Xangai Composto, principal índice acionário da China, caiu 2,1%, a 3.086,06 pontos, com a maior parte das perdas vindo na última meia hora de negócios

São Paulo – As bolsas chinesas fecharam em baixa nesta quinta-feira, em dia de realização de lucros e incertezas domésticas, e acabaram afetando as ações em Hong Kong, mas outros mercados asiáticos subiram com a expectativa de que o Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) não elevará juros na reunião de política monetária que termina hoje.

O Xangai Composto, principal índice acionário da China, caiu 2,1%, a 3.086,06 pontos, com a maior parte das perdas vindo na última meia hora de negócios, enquanto o Shenzhen Composto, de menor abrangência, recuou 1,5%, a 1.658,42 pontos.

Em Hong Kong, o índice Hang Seng terminou a sessão com queda de 0,51%, a 21.854,63 pontos.

Fundos com suporte de Pequim, que costumam operar à tarde, aparentemente não intervieram nos mercado chineses hoje, estimulando os investidores a realizar lucros, após a Bolsa de Xangai ter saltado 4,9% no pregão anterior.

Também paira um clima de incerteza sobre o quão agressivo o governo chinês pretende ser no combate a transações ilegais nos mercados, que são classificadas como práticas “anormais”.

Ontem, Pequim anunciou que está investigando o vice-presidente da Comissão Reguladora de Valores Mobiliários do país, Zhang Yujun, por supostas violações de disciplina.

Em outras partes da Ásia e do Pacífico, os mercados fecharam em tom positivo, em meio à diminuição das apostas de que o Fed poderá elevar os juros básicos dos EUA na reunião que teve início ontem e termina nesta quinta.

Os mercados futuros indicam probabilidade de apenas 21% de um aumento de juros pelo BC norte-americano hoje, ante 45% um mês atrás, segundo dados do CME Group. O Fed vai anunciar sua decisão às 15h (de Brasília).

Na Bolsa de Taiwan, o Taiex avançou 1,3%, a 8.445,50 pontos, o maior nível em cinco semanas, enquanto em Seul, o índice sul-coreano Kospi teve leve alta de 0,05%, a 1.976,49 pontos.

Na Oceania, o mercado australiano subiu pelo segundo dia consecutivo, com o índice S&P/ASX 200, das empresas mais negociadas em Sydney garantindo alta de 0,9%, a 5.146,80 pontos. As ações de petroleiras foram destaque positivo na Austrália, após o rali visto ontem nas cotações do petróleo: a Woodside Petroleum avançou 2,9%, enquanto a Oil Search ganhou 1,9%, a Santos teve valorização de 2% e a Origin Energy, de 3,5%.