Bolsas asiáticas fecham sem direção definida

Na China, as principais bolsas apresentaram ganhos modestos apesar das preocupações com a atividade industrial do país

Xangai – Os principais mercados asiáticos encerraram o pregão sem uma direção definida. Na China, as principais bolsas apresentaram ganhos modestos apesar das preocupações com a atividade industrial do país.

O índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) industrial da China subiu para 51,4 em outubro, de 51,1 em setembro, informou a Federação de Logística e Compra da China (CFLP, na sigla em inglês). O mesmo indicador medido pelo HSBC avançou para uma leitura final de 50,9 em outubro, ante 50,2 em setembro.

No entanto, uma avaliação mais detalhada do dado revelou uma grande diferença entre a atividade das grandes e pequenas empresas, com uma contração desta última categoria. “Apesar de o PMI ter subido pelo quarto mês seguido, o momentum direcionando a alta é desequilibrado”, disse o porta-voz da Agência Nacional de Estatísticas, Zhao Qinghe.

O índice Xangai Composto subiu 0,4%, para 2.149,56 pontos, assim como o Hang Seng avançou 0,2%, para 23.249,79 pontos, mas o Shenzhen Composto fechou em queda de 0,4% e atingiu os 1.016,97 pontos.

“Ações de empresas de telecomunicações, mídia, tecnologia e bens de consumo foram vendidas por gestores de fundos após a divulgação de ganhos mais fracos que o esperado no acumulado do ano”, afirmou o consultor chefe de investimentos da Hong Yuan Securities, Tang Yonggang.

Em Xangai, o mercado foi influenciado positivamente pelos ganhos de papéis no setor financeiro, com sólidos resultados. As ações da Ping An Insurance ganharam 2,0%, as da Haitong Securities avançaram 1,5% e as da China Merchants Bank subiram 1,6%.

O destaque positivo na Ásia ficou por conta da Coreia do Sul, onde o índice Kospi fechou com ganhos de 0,5%, aos 2.039,42 pontos, impulsionado por uma alta de 7,3% nas exportações de outubro, superando as expectativas para uma alta de 4,5%.

Na Austrália, o índice S&P/ASX 200 fechou em queda de 0,3%, para 5.411,1 pontos, com uma queda generalizada. Com isso, o mercado local registrou perdas nos dois últimos pregões, o que não acontecia há três semanas. As negociações continuam pressionadas pela expectativa de que o Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) poderá reduzir os estímulos antes do esperado.

Em Taiwan, as perdas do índice Taiwan Weighted foram de 0,7%, levando o índice para 8.388,18 pontos, também seguindo as perdas de Wall Street, na véspera. Nas Filipinas, o índice PSEi recuou 0,2% e fechou aos 6.585,38 pontos. Fonte: Dow Jones Newswires.