Bolsas asiáticas fecham em direções divergentes

Os mercados financeiros da Coreia do Sul e de Hong Kong não abriram por causa de um feriado

Tóquio – Os mercados asiáticos de ações fecharam em direções divergentes nesta sexta-feira.

Enquanto as bolsas de Taiwan e das Filipinas caíram com realização de lucros, os pregões da China avançaram com expectativas sobre novas medidas de estímulo econômico do governo. Já a sessão em Sydney fechou em alta, marcada pela queda do dólar australiano.

Os mercados financeiros da Coreia do Sul e de Hong Kong não abriram por causa de um feriado.

O índice Xangai Composto subiu 1,4%, para 2.282,87 pontos, e o índice Shenzhen Composto ganhou 1,7%, aos 1.002,54 pontos. Na semana, Xangai somou alta de 1,6%.

Os avanços nas ações da China foram liderados por empresas de energia e de construção, tendo em vista que o otimismo dos investidores aumentou em relação a possibilidade de novas medidas de estímulo do governo.

O gabinete chinês anunciou na quarta-feira à noite (horário local) que deve reduzir a burocracia para impulsionar o crescimento econômico, o que elevou a confiança do mercado na sexta-feira.

O Conselho de Estado disse que estava dando aos governos locais a autoridade para aprovar projetos de investimento em áreas como aeroportos civis, trânsito urbano e projetos de gás natural.


“Isso poderia ajudar o investimento”, disse o economista do HSBC Ma Xiaoping. “É óbvio que é um sinal positivo.”

Já na Austrália, a Bolsa de Sydney se recuperou após dois dias de perdas, com a queda do dólar local. O índice S&P/ASX 200 fechou em alta de 0,3%, aos 5.180,8 pontos, depois de atingir uma alta intraday de 5.194,9 pontos. No entanto, numa base semanal, o índice caiu 0,5%, a sua primeira queda semanal em quatro semanas.

A BHP Billiton, a Woodside Petroleum, a News Corp, a Westfield Group, a QBE Insurance, a Resmed e a Computershare subiram entre 0,5% e 2,3%, tendo em vista que o dólar australiano atingiu o menor nível em 11 meses a US$ 0,9736, levando a queda até agora neste ano para 6%.

“Um dólar australiano mais baixo ajuda o mercado e a economia”, disse o trader institucional Richard Coppleson, do Goldman Sachs.

Houve também uma demanda por ações de alto yield (retorno ao investidor), com Commonwealth Bank of Australia, ANZ Bank e Bank of Queensland subindo entre 0,5% e 1,3%.

Já os mercados de ações de Taiwan e das Filipinas fecharam em terreno negativo com realização de lucros, após ganhos recentes. O índice Taiwan Weighted encerrou uma série de ganhos de três dias com uma queda de 0,3%, aos 8.368,19 pontos. Já o índice PSEi, da Bolsa de Manila, recuou 0,4%, para 7.279,87 pontos.