BOLSA EUROPA-Índice termina o dia praticamente estável

(Texto atualizado com mais informações)

PARIS, 30 de novembro (Reuters) – O principal índice das
ações europeias fechou praticamente estável nesta terça-feira,
mostrando dificuldade em se recuperar da queda das últimas três
semanas em meio aos crescentes temores de um efeito dominó na
zona do euro após o resgate da Irlanda, que pressionavam as
ações de bancos.

O índice FTSEurofirst 300 teve leve queda de 0,19
por cento, para 1.067 pontos, registrando uma queda acumulada
de 1,6 por cento em novembro, primeira baixa mensal do índice
desde agosto.

Embora o índice de ações britânico FTSE 100 tenha
fechado a sessão inalterado, amparado pelo rali nos papéis de
mineração, índices mais periféricos da região despencavam, com
o italiano FTSE MIB caindo 1,1 por cento e o português
PSI 20 registrando baixa de 1,3 por cento.

Enquanto isso, o índice de blue chips da zona do euro Euro
STOXX 50 fechou em queda de 0,6 por cento nesta
terça-feira, superando uma marca técnica que não quebrava desde
maio.

“Há muita desconfiança na zona do euro no momento.
Investidores de mais longo prazo estão focando no setor
industrial alemão e em ações do mercado emergente. A única
coisa boa nessa crise para o mercado acionário europeu é o euro
fraco”, disse Daid Thebault, da Global Equities.

No setor bancário, o Société Générale recuou 3,6
por cento nesta terça, enquanto o Bankinter perdeu 3,2
por cento e o Banco Espírito Santo caiu 2,8 por
cento.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em
baixa de 0,41 por cento, a 5.528 pontos

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,14 por cento,
para 6.688 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 recuou 0,73 por cento,
para 3.610 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib encerrou em queda de
1,08 por cento, a 19.105 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou desvalorização
de 0,62 por cento, para 9.267 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 teve variação negativa
de 1,25 por cento, para 7.322 pontos.