BOLSA EUA-S&P e Dow operam estáveis; Microsoft pesa sobre Nasdaq

Por Ryan Vlastelica

NOVA YORK, 4 de outubro (Reuters) – Os índices Dow Jones e
S&P 500 operavam perto da estabilidade nesta segunda-feira, com
a preocupação sobre lucros bancários gerada por novas regras de
capital, sendo ofuscada por dados otimistas do mercado de
trabalho norte-americano. O Nasdaq era pressionado pelas ações
da Microsoft, que sofreu uma redução de rating.

As vendas pendentes de moradias nos Estados Unidos
cresceram mais que o esperado em agosto, indicando o retorno de
certa estabilidade ao mercado de imóveis; e o volume de
encomendas à indústria do país caiu ligeiramente mais que o
previsto em agosto.

Os reguladores da Suíça exigirão que os bancos globais UBS
AG e Crédit Suisse tenham
bem mais capital que seus rivais internacionais para prevenir
uma crise que poderia prejudicar o país. As novas regras podem
diminuir a competitividade dos bancos de investimento.

O nervosismo com o sistema bancário europeu tem sido um
obstáculo às bolsas de valores dos EUA nos últimos meses, ainda
que alguns dados domésticos melhores tenham aliviado os temores
sobre uma possível volta da recessão. O S&P 500 encerrou o
melhor trimestre em um ano recentemente, apesar de ter
encontrado dificuldades para superar a faixa de 1.150 pontos.

Às 12h13 (horário de Brasília), o índice Dow Jones ,
referência da bolsa de Nova York, caía 0,39 por cento, para
10.787 pontos. O índice Standard & Poor’s 500 tinha
desvalorização de 0,55 por cento, para 1.139 pontos.

O termômetro de tecnologia Nasdaq perdia 0,79 por
cento, para 2.351 pontos.

A Microsoft tinha a maior perda percentual do Dow,
2.1 percent to $23.87 after Goldman Sachs downgraded the stock
to “neutral,” citing competition from tablet computers.

A Actel diparava 31 por cento, a 20,92 dólares,
após a fabricante de chips Microsemi dizer comprará a
rival menor.

Os papéis da GTSI tombavam 41 por cento, a 4,30
dólares, depois que a Eyak Technology retirou sua oferta de
compra.

Esta semana marca o início não oficial da temporada de
divulgação de resultados empresariais. A Alcoa deve
anunciar seu balanço na quinta-feira, enquanto Micron
Technology , PepsiCo e Monsanto MON.N> devem
informar os seus nesta semana.