BOLSA EUA-NY opera estável; investigação derruba setor bancário

Por Chuck Mikolajczak

NOVA YORK, 14 de outubro (Reuters) – As bolsas de valores
dos Estados Unidos operavam perto da estabilidade nesta
quinta-feira, mas as ações do setor bancário se depreciavam por
preocupações sobre uma investigação nacional sobre a indústria
de hipotecas.

O índice bancário KBW perdia 2,2 por cento em meio
ao temor de que a investigação sobre os procedimentos de
execução de hipotecas, iniciada por todos os 50 estados
norte-americanos, gere incertezas e ameace a recuperação do
mercado imobiliário.

O Bank of America recuava 4,1 por cento, a 12,74
dólares, e o Wells Fargo & Co tinha queda de 4 por
cento, a 24,80 dólares.

“Há mais preocupações sobre o litígio e a atividade dos
procuradores-gerais”, disse Stephen Massocca, diretor-gerente
da Wedbush Morgan em San Francisco.

Os mercados eram apoiados pelo declínio do dólar, que
atingiu a mínima de 2010 ante uma cesta de moedas. A
perspectiva de estímulos adicionais pelo Federal Reserve criou
uma correlação inversa entre o dólar e as bolsas, com a queda
da divisa engatilhando a alta das ações.

Às 12h19 (horário de Brasília), o índice Dow Jones ,
referência da bolsa de Nova York, subia 0,03 por cento, para
11.099 pontos. O índice Standard & Poor’s 500 tinha
desvalorização de 0,11 por cento, para 1.176 pontos.

O termômetro de tecnologia Nasdaq ganhava 0,02 por
cento, para 2.441 pontos.

Após o S&P 500 subir 11,9 por cento desde 1o de setembro,
indicadores de curto prazo começaram a mostrar condições de
excesso de compra.

Os investidores também digeriam os últimos dados do governo
dos EUA. Os novos pedidos de auxílio-desemprego aumentaram mais
que o esperado na última semana, enquanto os preços crescentes
de alimentos e energia levaram a inflação no atacado ao dobro
do previsto no mês passado.