Bolsas da América Latina fecham em alta

O índice Merval, da Bolsa de Buenos Aires, fechou nesta sexta-feira em alta de 2,06%, para 2.749,11 pontos.

O Índice Geral da Bolsa, por sua vez, caiu 2%, para 154.486,82 pontos, enquanto o Merval 25 avançou 2,18%, para 2.815,30. O giro financeiro do pregão foi de 46,3 milhões de pesos (US$ 10,8 milhões), com 38 papéis em alta, 13 em queda e 10 estáveis.

Entre os títulos que fazem parte do Merval, tiveram as altas mais destacadas os de Sociedad Comercial del Plata (6,96%), Petrobras (4,15%), Banco Macro (4%) e Edenor (3,55%). As quedas mais significativas foram das ações de Banco Hipotecário (-1,14%), Telecom Argentina (-0,81%) e Banco Patagônia (-0,41%).

No mercado de câmbio, o dólar fechou cotado a 4,25 pesos para compra e 4,29 para venda.

Na Cidade do México, O Índice de Preços e Cotações (IPC) da Bolsa Mexicana de Valores (BMV) fechou nesta sexta-feira em alta de 2,57%, para 37.555,65 pontos. O giro financeiro do dia foi de 15,319 bilhões de pesos (US$ 1,134 bilhão).

Já o índice IPSA da Bolsa de Valores de Santiago do Chile fechou nesta sexta-feira em alta de 1,04%, para 4.333,20 pontos.

O índice geral da bolsa chilena, o IGPA, subiu 0,87%, para 20.740,57 pontos. O giro financeiro foi de 49,591 bilhões de pesos (US$ 99,18 milhões), em 5.933 operações.

O índice IPSA da Bolsa de Valores de Santiago do Chile fechou nesta sexta-feira em alta de 1,04%, para 4.333,20 pontos.

O índice geral da bolsa chilena, o IGPA, subiu 0,87%, para 20.740,57 pontos. O giro financeiro foi de 49,591 bilhões de pesos (US$ 99,18 milhões), em 5.933 operações.