Bolsa de Xangai tem 10º dia de alta mesmo com recuo de consumo

Índice chinês avançou 0,11 por cento, para o nível mais alto em sete semanas

Xangai – Os mercados acionários da China tiveram pouca variação nesta quinta-feira, com o índice referencial de Xangai em alta pela 10ª sessão seguida mesmo com os investidores realizando lucros em ações de consumo e energia após recente alta.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, teve variação negativa de 0,05 por cento, enquanto o índice de Xangai avançou 0,11 por cento, para o nível mais alto em sete semanas.

O subíndice do setor financeiro avançou 0,29 por cento, o de consumo recuou 1,24 por cento, o do setor imobiliário caiu 0,39 por cento e o de saúde perdeu 0,39 por cento.

A notícia de que a China estava avaliando reduzir ou suspender as compras de Treasuries dos Estados Unidos teve pouco impacto no mercado acionário.

No restante da região os mercados apresentaram perdas em meio às preocupações com o crescente protecionismo dos Estados Unidos.

O índice MSCI, que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, tinha queda de 0,22 por cento às 7h01 (horário de Brasília), recuando ainda mais da máxima de 10 anos atingida na terça-feira.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,33 por cento, a 23.710 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,15 por cento, a 31.120 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,11 por cento, a 3.425 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,05 por cento, a 4.205 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,47 por cento, a 2.487 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,19 por cento, a 10.810 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,06 por cento, a 3.518 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,48 por cento, a 6.067 pontos.