Bolsa de Xangai rompe nível de resistência com dados corporativos

Índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 1,64 por cento

Xangai / Cingapura – Os mercados acionários da China atingiram o nível mais alto em quase 20 meses nesta sexta-feira, com as ações dos setores financeiro e de recursos básicos impulsionando o índice de Xangai a romper um nível de resistência diante do aumento da confiança dos investidores.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 1,64 por cento, enquanto o índice de Xangai teve alta de 1,84 por cento, atingindo 3.331 pontos, o melhor desempenho em um ano.

Na semana, ambos os índices acumulam alta de 1,9 por cento.

Uma onda de resultados mais fortes do que o esperado das principais empresas chinesas nos últimos dias levantou esperanças de que o ritmo econômico continuará sólido durante o resto do ano, desafiando as previsões dos analistas de uma desaceleração gradual.

A confiança também é sustentada por sinais de que a reestruturação das empresas estatais está acelerando.

A maioria das bolsas da região também apresentou ganhos no dia, mais uma vez dando de ombros para o dia fraco em Wall Street.

O índice MSCI, que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, tinha alta de 0,36 por cento às 7:42 (horário de Brasília).

. Em Tóquio, o índice Nikkei avançou 0,51 por cento, a 19.452 pontos.

. Em Hong Kong, o índice HANG SENG subiu 1,20 por cento, a 27.848 pontos.

. Em Xangai, o índice SSEC ganhou 1,84 por cento, a 3.331 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 1,64 por cento, a 3.795 pontos.

. Em Seul, o índice KOSPI teve valorização de 0,11 por cento, a 2.378 pontos.

. Em Taiwan, o índice TAIEX registrou alta de 0,25 por cento, a 10.515 pontos.

. Em Cingapura, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,38 por cento, a 3.259 pontos.

. Em Sydney o índice S&P/ASX 200 recuou 0,03 por cento, a 5.743 pontos.