Bolsa de Tóquio fecha em alta

O iene ligeiramente mais fraco superou uma realização de lucro, o que motivou a alta

Tóquio – As ações na Bolsa de Tóquio fecharam em leve alta nesta quinta-feira, uma vez que o iene ligeiramente mais fraco superou uma realização de lucros. O índice Nikkei subiu 10,95 pontos, ou 0,1%, para 14.064,82 pontos, estendendo sua sequência de ganhos para quatro sessões seguidas. As ações subiram 5,0% até agora nesta semana.

A participação no mercado manteve-se baixa antes de importantes dados econômicos, que devem ser publicados nos próximos dias. Nesta quinta-feira, apenas 2,4 bilhões de ações foram negociadas sob o valor de cerca de 1,8 trilhão de ienes.

A resistente posição de esperar para ver neutralizou efetivamente o impacto da aprovação de uma resolução sobre Síria por uma comissão do Senado dos EUA na quarta-feira. A resolução permite uma intervenção militar limitada dos EUA na Síria.

Além disso, a cautela também prevaleceu sobre a declaração formal do Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês) de que a terceira maior economia do mundo está de volta nos trilhos em direção a uma recuperação.

A movimentação das ações refletiu uma a postura cautelosa do investidor quase desde a abertura, devolvendo ganhos iniciais apesar de um dólar ligeiramente mais firme e aproximando-se de 100 ienes. A moeda norte-americana era negociada a 99,81 ienes por volta do horário de fechamento da Bolsa de Tóquio.

Os investidores deverão analisar de perto a divulgação dos dados do Produto Interno Bruto do Japão na próxima semana, que poderão dar mais sinais sobre o plano de elevar o imposto sobre vendas no país. Além disso, o anúncio da sede dos Jogos Olímpicos de Verão de 2020 será feito no fim de semana e Tóquio pode ser a cidade escolhida.

Nesta sexta-feira, o relatório da ADP sobre criação de empregos no setor privado dos EUA poderá dar mais sinais sobre o futuro da política monetária no país, segundo o diretor de operações em ações de uma corretora estrangeira. O mercado de trabalho é um dos fatores que estão sendo levados em consideração pelo Federal Reserve na decisão sobre o futuro do programa de estímulo à economia norte-americana.

Nesta quinta-feira em Tóquio, as montadoras ajudaram a manter o Nikkei em território positivo, seguindo robustos dados de vendas de automóveis nos EUA em agosto. As vendas da Toyota Motor e da Honda Motor aumentaram 22,8% e 26,7% no ano, respectivamente, enquanto as vendas da Nissan subiram 22,3% – todos superando as expectativas e aumentando as esperanças de positivas perspectivas de ganhos. As Ações do trio, posteriormente, fecharam em alta de 0,3%, 2,3% e 0,6%, respectivamente. Fonte: Dow Jones Newswires.