Bolsa de Tóquio avança 1,1% com expectativa sobre BoJ

O índice Nikkei subiu 100,90 pontos e terminou aos 9.055,20 pontos

Tóquio – A Bolsa de Tóquio fechou em alta acentuada nesta quinta-feira, atingindo a maior pontuação em um mês. As esperanças de uma flexibilização mais agressiva por parte do Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês), em sua reunião de política monetária no dia 30, levaram o iene a se desvalorizar em relação ao dólar e o euro. Esse movimento elevou as ações de empresas exportadoras. O índice Nikkei também foi ajudado pelas notícias de fusões e aquisições e os bons balanços do terceiro trimestre.

O Nikkei subiu 100,90 pontos, ou 1,1%, e terminou aos 9.055,20 pontos, após baixa de 0,7% na sessão de quarta-feira – foi o maior fechamento desde 25 de setembro. O volume de negociações foi fraco e recuou para 1,6 bilhão de ações.

“Os investidores ainda estão contando com mais flexibilização do BoJ no final do mês”, disse Hiroyuki Fukunaga, CEO da Investrust. “Isso pode parecer uma postura para combater a afirmação do Fed (o banco central dos EUA) de que irá manter as taxas de juros baixas para os próximos três anos”, continuou o analista.

“Mas o Fed também pode interromper o seu programa quando quiser, enquanto o BoJ precisa ficar muito agressivo; o BOJ detém a chave para a mais influente das políticas de afrouxamento no mercado de câmbio”, completou Fukunaga. As informações são da Dow Jones.