Bolsa de Nova York volta a fechar em queda

Ações fecharam em queda, com o índice Dow Jones registrando em janeiro sua maior queda mensal desde maio de 2012

Nova York – O mercado norte-americano de ações fechou em queda, com o índice Dow Jones registrando em janeiro sua maior queda mensal desde maio de 2012, e o pior janeiro desde 2009. O Dow fechou no nível mais baixo desde 7 de novembro do ano passado. A queda foi atribuída à incerteza sobre a economia global, exacerbada pela redução no programa de compras de bônus do Federal Reserve, à preocupação com a volatilidade nos mercados emergentes e a informes de resultados de empresas.

“Ao que parece, pelos fluxos que estamos vendo agora, que investidores estão desmontando posições de risco, por causa do noticiário negativo que temos visto predominantemente sobre os mercados emergentes”, disse Joe Spinelli, do Deutsche Bank.

Sobre os informes de resultados de empresas no quarto trimestre, Jeff Rottinghaus, do T. Rowe Price Group, disse que eles “tem saído bastante mistos. As empresas do setor de consumo parecem estar recuando um pouco, mas as industriais e as de bens duráveis parecem estar tendo um desempenho melhor”.

Entre as ações de empresas que divulgaram resultados, os destaques foram Google (+4,01%), Amazon.com (-11,03%), MasterCard (-5,12%), Chevron (-4,14%), JDS Uniphase (+4,48%), Mattel (-12,02%), Chipotle Mexican Grill (+11,74%), Wynn Resorts (+7,90%) e Zynga (+23,60%). As ações da Wal-Mart recuaram 0,09%, depois de a empresa rebaixar sua projeção de lucro para o trimestre.

O índice Dow Jones fechou em queda de 149,76 pontos (0,94%), em 15.698,85 pontos. O Nasdaq fechou em baixa de 19,25 pontos (0,47%), em 4.103,88 pontos. O S&P-500 fechou em queda de 11,60 pontos (0,65%), em 1.782,59 pontos.

Na semana, o Dow acumulou uma queda de 1,14%, o Nasdaq recuou 0,59% e o S&P-500 perdeu 0,43%. No mês de janeiro, o Dow caiu 5,30%, o Nasdaq recuou 1,74% e o S&P-500 perdeu 3,56%. Fonte: Dow Jones Newswires.