Bolsa de NY sobe após declaração de Janet Yellen

A presidente do Fed disse que será necessário manter a política monetária acomodatícia "por algum tempo"

Nova York – As Bolsas dos Estados Unidos estão em alta no último dia do trimestre, depois de a presidente do Federal Reserve, Janet Yellen, dizer que ainda há “uma capacidade ociosa considerável” no mercado de mão de obra e que será necessário manter a política monetária acomodatícia “por algum tempo”.

“Esse compromisso extraordinário ainda é necessário e será por algum tempo, e acredito que essa opinião é compartilhada amplamente por meus colegas formuladores de políticas no Fed”, afirmou Yellen.

“Estamos começando o segundo trimestre mais ou menos onde começamos o primeiro: sem muitas mudanças e ainda preocupados sobre se veremos um crescimento melhor”, disse a estrategista Late Warne, da Edward Jones.

A alta é liderada pelas ações do setor de tecnologia, em recuperação depois das quedas recentes., com destaque para as ações de biotecnologia, que haviam caído muito na semana passada. O Nasdaq Biotechnology Index subia 2,3% minutos atrás.

Há pouco, as ações da Biogen Idec subiam 3,3%, depois de a Administração de Alimentos e Medicamentos dos EUA (FDA) aprovar seu novo medicamento para hemofilia B; as da Micron Technology avançavam 7,5%. As ações das companhias aéreas também estão em alta (Delta Air Lines +2,5%, Southwest Airlines +1,5%).

Entre os indicadores divulgados pela manhã, o índice de atividade dos gerentes de compras de Chicago (ISM) caiu para 55,9 em março, de 59,8 em fevereiro. O índice de atividade regional do Fed de Dallas ficou em 4,9 em março, de 0,3 em fevereiro. Nesta terça saem os índices de atividade industrial de gerentes de compras referentes a março (Markit e ISM).

Às 14h (de Brasília), o índice Dow Jones subia 140 pontos (0,87%), para 16.464 pontos; o Nasdaq avançava 53 pontos (1,30%), para 4.209 pontos; o S&P-500 ganhava 16 pontos (0,90%), para 1.874 pontos. Fonte: Dow Jones Newswires.