Bolsa de Londres sobe com mineradoras; HSBC cai

Às 8:14 (horário de Brasília), o índice das principais ações europeias FTSEurofirst 300 tinha alta de 1,42 por cento, a 1.303 pontos

As ações europeias subiam nesta segunda-feira após uma sessão positiva na Ásia, com os ganhos das mineradoras apoiando o mercado e com os investidores ignorando as preocupações com uma potencial saída da Grã-Bretanha da União Europeia.

Às 8:14 (horário de Brasília), o índice das principais ações europeias FTSEurofirst 300 tinha alta de 1,42 por cento, a 1.303 pontos.

“Nós temos dados razoavelmente bons da Ásia que estão apoiando os mercados na Europa esta manhã, mas a frente política na região se tornou mais incerta”, disse o economista-chefe do BayernLB, Jurgen Michels.

“A saída da Grã-Bretanha ainda não é um assunto para as ações no momento, mas isso pode mudar…”

Apesar dos ganhos desta segunda-feira e da semana passada, os índices continuavam com perdas de cerca de 10 por cento este ano, devido às preocupações com a economia global, que também afetaram os resultados do HSBC.

As ações do banco caíam 2,9 por cento após divulgar um prejuízo antes de impostos de 858 milhões de dólares, e prever um ambiente financeiro “mais turbulento” à frente.

O setor de mineradoras tinha o maior ganho setorial, de 3,8 por cento, após o cobre subir a seu maior nível em mais de duas semanas com um pequeno aumento da abatida indústria siderúrgica chinesa aumentando as esperanças de um renascimento da demanda por metais.