Bolsa de Londres recua por impasse grego

O governo grego pretende fechar um acordo que libere recursos ao país em troca de reformas econômicas até domingo

Londres – Os índices acionários europeus recuavam nesta sexta-feira, caminhando para fechar a semana no vermelho, abalados por sinais conflitantes sobre as negociações envolvendo a dívida da Grécia e dados mostrando que o crescimento de empréstimos privados na zona do euro estagnou no mês passado.

Às 8h05 (horário de Brasília), o índice FTSEurofirst 300 , que reúne as principais ações europeuas, recuava 0,38 por cento, a 1.609 pontos.

O FTSEurofirst acumula queda de cerca de 0,9 até agora em uma semana marcada por incertezas em torno das negociações da Grécia com seus credores internacionais. Na semana que vem, Atenas terá de realizar um pagamento aos seus credores. Ainda assim, no mês, o índice marca um ganho de cerca de 1,8 por cento.

O governo grego pretende fechar um acordo que libere recursos ao país em troca de reformas econômicas até domingo, disse seu porta-voz na quinta-feira.

Ao mesmo tempo, autoridades da zona do euro afirmaram que um acordo está longe de ser iminente e a diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, disse que o país pode deixar o bloco monetário.

A falta de clareza sobre o desfecho significa que alguns operadores relutavam em fazer grandes apostas sobre direções futuras do mercado.

“É só Grécia, Grécia e Grécia”, disse o analista de mercado da IG David Madden. “A falta de notícias para qualquer direção mostra a razão para operadores estarem em compasso de espera”.