Bolsa de Londres recua com indecisão no G20

Os setores cíclicos, que geralmente sofrem quando o ritmo do crescimento global diminui, estavam sob pressão

As ações europeias recuavam da máxima de três semanas nesta segunda-feira, a caminho do terceiro mês seguido de perdas após a reunião do G20 no fim de semana falhar em definir novas medidas para impulsionar o crescimento.

Às 8:00 (horário de Brasília), o índice das principais ações europeias FTSEurofirst 300 tinha queda de 0,89 por cento, a 1.293 pontos, acumulando queda de cerca de 4 por cento este mês.

“Os investidores estão decepcionados com o fracasso dos líderes do G20 em definirem novas medidas de apoio, apesar de repetirem mais uma vez suas preocupações com a economia global e os mercados financeiros”, disse o chefe de pesquisa do BNP Paribas Fortis Global Markets, Philippe Gijsels.

Os ministros das Finanças e autoridades dos bancos centrais do G20 disseram que precisam olhar além das taxas de juros extremamente baixas para reaquecer a economia global, sinalizando riscos ao crescimento, incluindo fluxos voláteis de capital e a queda dos preços das commodities.

Os setores cíclicos, que geralmente sofrem quando o ritmo do crescimento global diminui, estavam sob pressão.

O índice europeu de bancos caía 1,4 por cento, enquanto o setor de serviços financeiros recuava 1,77 por cento, e as seguradoras tinham queda de 1,14 por cento.