Bolsa de Londres bate novo recorde em dia de baixas na Europa

Setor de energia ajudou e o índice FTSE-100 a fechar em novo patamar recorde, embora com variação mínima ante a sessão anterior

São Paulo – As bolsas europeias fecharam na grande maioria em terreno negativo nesta quinta-feira, 28, em dia de volumes mais baixos em negociação, num dos últimos pregões do ano.

Em Londres, porém, o setor de energia ajudou e o índice FTSE-100 fechou em novo patamar recorde, embora com variação mínima ante a sessão anterior.

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em baixa de 0,33%, em 389,25 pontos.

No câmbio, o euro se fortaleceu em relação ao dólar durante o pregão, o que pressiona ações de exportadoras da zona do euro.

Mais cedo o cenário para as bolsas era misto, porém conforme o fim do pregão se aproximava a maioria delas se firmou em território negativo.

Em um dia sem indicadores importantes, o destaque ficou por conta do Banco Central Europeu (BCE), que divulgou seu mais recente boletim econômico.

A instituição afirmou que o maior impulso econômico eleva a confiança de que a inflação caminhará para a meta de quase 2% do BCE.

Ao mesmo tempo, o BCE notou que as pressões domésticas sobre os preços seguem contidas em geral e que ainda precisam mostrar “sinais convincentes” de uma tendência de alta sustentável.

Na Bolsa de Londres, o índice FTSE-100 fechou em alta de 0,03%, em 7.622,88 pontos. Papéis de mineradoras e ligados a commodities em geral apoiaram o movimento levemente positivo. A mineradora Antofagasta avançou 0,81%, enquanto Rio Tinto se destacou e subiu 1,54%.

Em Frankfurt, o índice DAX recuou 0,69%, a 12.979,94 pontos. No setor bancário, Deutsche Bank caiu 0,81% e Commerzbank, 0,24%. A montadora Volkswagen teve queda de 0,09%.

O índice CAC-40, da Bolsa de Paris, teve baixa de 0,55%, a 5.339,42 pontos. A petroleira Total recuou 0,43%.

Na Bolsa de Milão, o FTSE-MIB caiu 0,36%, a 22.120,95 pontos. Intesa Sanpaolo recuou 0,99%.

Em Madri, o índice IBEX-35 teve queda de 0,71%, a 10.093,10 pontos. A petroleira Iberdrola teve queda de 0,88% e, entre os bancos, o papel do Santander também caiu 0,88%.

Na Bolsa de Lisboa, o índice PSI-20 recuou 0,19%, a 5.368,83 pontos. Entre as ações da praça portuguesa, EDP-Energias de Portugal caiu 0,59%.