Bolsa de Londres amplia perda; Sandvik cai após rebaixamento

Às 8h21 (horário de Brasília), o índice das principais ações europeias FTSEurofirst 300 tinha queda de 0,5 por cento

As ações europeias caíam nesta sexta-feira, ampliando as fortes perdas da sessão anterior, quando os novos estímulos do Banco Central Europeu (BCE) decepcionaram alguns investidores, com atualizações pessimistas de corretoras afetando empresas como a Sandvik.

Às 8h21 (horário de Brasília), o índice das principais ações europeias FTSEurofirst 300 tinha queda de 0,5 por cento, a 1.455 pontos, um dia após recuar 3,3 por cento para a maior queda diária desde o final de agosto.

O BCE cortou sua taxa de depósito ainda mais fundo no território negativo e prorrogou suas compras de ativos por mais seis meses — movimentos amplamente esperados e que alguns investidores consideraram mínimos após o banco ter alimentado as expectativas por semanas.

“Em um ambiente onde se esperava que os bancos centrais injetassem mais liquidez e não se consegue isso, então os investidores estão reavaliando suas expectativas do que os bancos centrais vão entregar a eles”, disse o economista do Commerzbank Peter Dixon.

A Sandvik caía 3 por cento após o JP Morgan rebaixar o rating da companhia para “underweight” de “neutro”, e cortar o preço-alvo de suas ações.