Bolsa de Buenos Aires, Santiago e Bogotá fecham em baixa

O índice Merval, da Bolsa de Buenos Aires, fechou nesta sexta-feira em baixa de 0,77%, para 2.761,36 pontos.O Índice Geral da Bolsa, por sua vez, caiu 0,42%, para 156.056,16 pontos, enquanto o Merval 25 recuou 0,77%, para 2.829,33. 

O giro financeiro do pregão foi de 33,1 milhões de pesos (US$ 7,7 milhões), com 21 papéis em alta, 29 em queda e oito estáveis.

As perdas foram lideradas pelas ações do banco Macro (-3,77%), do grupo Pampa Energia (-2,83%) e da distribuidora Transener (-2,11%), enquanto os maiores lucros foram do banco Patagônia (2,27%), da companhia petrolífera YPF (2,02%) e da metalúrgica Mirgor (1,87%). No mercado de câmbio, o dólar fechou estável, cotado a 4,27 pesos para venda. 

O índice IPSA da Bolsa de Valores de Santiago do Chile fechou nesta sexta-feira em baixa de 0,19%, para 4.269,21 pontos.O índice geral da bolsa chilena, o IGPA, caiu 0,15%, aos 20.506,69 pontos. 

O giro financeiro foi de 89,719 bilhões de pesos (US$ 165,43 milhões), em 5.967 operações.

Na Colômbia, o Índice Geral da Bolsa de Valores da Colômbia (IGBC) fechou o pregão desta sexta-feira em baixa de 1,80%, para 13.017,65 pontos. O giro financeiro do pregão foi de 225,746 bilhões de pesos (US$ 118,47 milhões) em 3.425 operações.

O Índice de Preços e Cotações (IPC) da Bolsa Mexicana de Valores (BMV) fechou nesta sexta-feira em alta de 0,30%, aos 36.689,38 pontos. O giro financeiro foi de 8,233 bilhões de pesos (US$ 619 milhões).