Bolsas da América Latina fecham em alta

Na Argentina, o volume de negócios operados em ações totalizou 44 milhões de pesos (US$ 10 milhões), com 26 altas, 27 quedas e 15 títulos estáveis

O índice Merval da Bolsa de Comércio de Buenos Aires fechou em leve alta de 0,01% nesta quarta-feira, aos 2.725,47 pontos.

Ao concluir a jornada, o Índice Geral da Bolsa ficou em 157.731,75, em queda de 0,39%. Já o Merval 25 avançou 0,05%, até os 2.797 pontos.

O volume de negócios operados em ações totalizou 44 milhões de pesos (US$ 10 milhões), com 26 altas, 27 quedas e 15 títulos estáveis.

Entre os líderes, as ações que mais ganharam foram as do Grupo Financiero Galicia (2,71%) e da Transener (0,88%). Por outro lado, a maior baixa foi da companhia petrolífera YPF (-4,06%).

No mercado de câmbio, o preço do dólar se manteve estável e fechou a 4,32 pesos para a compra e a 4,36 pesos para venda. 

O Índice Geral da Bolsa de Valores da Colômbia (IGBC) fechou o pregão desta quarta-feira em alta de 0,39%, para 14.275,68 pontos. O giro financeiro do pregão foi de 297,5 bilhões de pesos (US$ 166,6 milhões) em 4.534 operações. 

O Índice de Preços e Cotações (IPC) da Bolsa Mexicana de Valores (BMV) fechou nesta quarta-feira em alta de 0,09%, aos 37.864,55 pontos. O giro financeiro do dia foi de 10,082 bilhões de pesos (US$ 787 milhões). 

O índice IPSA, da Bolsa de Valores de Santiago do Chile, fechou nesta quarta-feira em alta de 0,95%, para 4.477,48 pontos. O índice geral da bolsa chilena, o IGPA, subiu 0,81%, para 21.299,32 pontos. O giro financeiro foi de 72,7 bilhões de pesos (US$ 159,9 milhões), em 8.643 operações.