Bolsa da China fecha na máxima de 18 meses, sustentado por MSCI

Índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 0,91 por cento, no nível mais alto de fechamento em 18 meses

Xangai / Tóquio – Os mercados acionários da China avançaram nesta sexta-feira, encerrando a semana em alta, com sinais de alívio do aperto da liquidez e com a confiança impulsionada pela decisão do MSCI de incluir as ações do país em seu índice.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 0,91 por cento, no nível mais alto de fechamento em 18 meses, enquanto o índice de Xangai teve alta de 0,32 por cento.

Na semana, o CSI300 saltou 3,0 por cento, tendo a melhor semana em 2017, enquanto o SSEC subiu 1,1 por cento.

O gestor de índices MSCI disse na terça-feira que vai incorporar 222 ações listadas na China, muitas delas ações blue-chips de grandes empresas, ao seu Índice de Mercados Emergentes, com o processo de inclusão começando a partir de junho de 2018.

As condições de liquidez apertadas também aliviaram, disseram os operadores, com o governo afrouxando recentemente seu aperto no controle de crédito.

Já o índice regional MSCI, que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, subia 0,16 por cento às 7:42 (horário de Brasília) e caminha para uma alta semanal, enquanto os preços do petróleo se afastam das mínimas de 10 meses desta semana.

. Em Tóquio, o índice Nikkei avançou 0,11 por cento, a 20.132 pontos.

. Em Hong Kong, o índice HANG SENG caiu 0,02 por cento, a 25.670 pontos.

. Em Xangai, o índice SSEC ganhou 0,32 por cento, a 3.157 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 0,91 por cento, a 3.622 pontos.

. Em Seul, o índice KOSPI teve valorização de 0,35 por cento, a 2.378 pontos.

. Em Taiwan, o índice TAIEX registrou baixa de 0,21 por cento, a 10.377 pontos.

. Em Cingapura, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,19 por cento, a 3.209 pontos.

. Em Sydney o índice S&P/ASX 200 avançou 0,17 por cento, a 5.715 pontos.