Bolsa da Argentina desaba com renúncia do presidente do BC

Somente nesta semana, o índice Merval já recuou 16%

São Paulo – A bolsa da Argentina desabava 10% nesta quinta-feira, após o presidente do Banco Central do país, Juan Carlos Fábrega, apresentar na véspera sua renúncia ao cargo.

Somente nesta semana, o índice Merval já recuou 16%.

Fábrega não resistiu a fortes tensões cambiais e diferenças com o governo de Cristina Kirchner.

A renúncia aconteceu em meio à escalada do preço da moeda americana no mercado ilegal e do denominado “dólar contado com liquidação”, uma operação financeira legal que consiste em comprar bônus com pesos para vendê-los e obter dólares.

Em seu último discurso, Cristina criticou as manobras cambiais, em particular a dos bancos, cujas operações devem ser controladas pelo Banco Central.