Bolsa chinesa faz índice acionário asiático reduzir perdas

Às 7h55, o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão recuava 0,26 por cento

Tóquio – Os principais índices acionários asiáticos reduziram as perdas fortes vistas no início da sessão desta segunda-feira na esteira do salto da bolsa chinesa, com investidores concentrando-se em pontos positivos de duas pesquisas sobre a atividade industrial da China.

Às 7h55, o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão recuava 0,26 por cento, após ter atingido mais cedo a mínima intradia desde 7 de abril.

O índice japonês Nikkei conseguiu fechar com uma leve alta, marcando o 12º avanço consecutivo e a maior sequência de ganhos desde 1988.

A bolsa em Xangai saltou quase 5 por cento com agentes do mercado analisando as pesquisas e também declarações publicadas pela imprensa do país afirmando que a tendência de alta nas bolsas ainda não acabou.

Grandes jornais com apoio estatal tinham artigos de primeira página dizendo que apesar da queda na quinta-feira, quando os principais índices do país perderam mais de 6 por cento, os fundamentos do avanço recente continuam inalterados.