Bolsa bate 110 mil pontos pela primeira vez na história

Perspectiva de melhora da economia local e otimismo sobre guerra comercial ajudam alta

São Paulo – O Ibovespa bateu a marca de 110 mil pontos pela primeira vez na história, no começo da tarde desta quarta-feira (4), puxado principalmente pelas ações dos grandes bancos, que representam cerca de 25% do índice. Com isso, a Bolsa voltou a quebrar o recorde intradiário após quase um mês.

Às 13h50, o Ibovespa subia 0,99%, ficando em 110.037 pontos, após ter batido 110.068 instantes atrás.

Entre os principais fatores para a valorização do principal índice da bolsa está a melhor percepção sobre a guerra comercial, após uma reportagem da Bloomberg afirmar que a China e os Estados Unidos estão próximos de um acordo, apesar dos comentários Donald Trump.

O outro motivo, segundo analistas, é o maior otimismo sobre a economia local, tendo em vista que o crescimento de 0,6% do produto interno bruto (PIB) no terceiro trimestre foi acima do projetado pelo mercado, que esperava por uma expansão de 0,4%.

O dado vem pouco depois de grandes bancos estrangeiro, como UBS, melhorarem a perspectiva para o mercado brasileiro – o que reforça o otimismo com a economia local.

Em relatório do último dia 21, o banco suíço recomendou a forte compra de ações de empresas brasileiras e disse esperar por um rápido crescimento da economia local , sustentado, principalmente, pela retomada do consumo e dos investimentos.