Bolsa asiáticas recuam de olho na reunião entre Trump e Xi

Índice MSCI, que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, tinha queda de 0,33 por cento às 7:32

Cingapura – Os mercados asiáticos recuaram nesta terça-feira, prevalecendo a cautela antes de uma reunião potencialmente tensa entre o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o presidente chinês, Xi Jinping, nesta semana.

Os investidores buscavam ativos seguros nesta sessão uma vez que a incerteza política ofuscava dados econômicos positivos dos EUA e um sólido crescimento na indústria global.

O índice MSCI, que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, tinha queda de 0,33 por cento às 7:32 (horário de Brasília).

O japonês Nikkei recuou 0,91 por cento, com as montadoras sendo pressionadas por vendas mais fracas do que o esperado nos EUA e com os investidores comprando iene.

Os mercados da China, Hong Kong e Taiwan ficaram fechados por feriados.

A reunião entre Trump e Xi terá “uma influência prevista nos mercados asiáticos e eu não ficaria surpreso se os operadores escolherem ficar afastados para acompanhar esses eventos”, escreveu em nota o estrategista de mercado do IG Jingyi Pan

. Em Tóquio, o índice Nikkei recuou 0,91 por cento, a 18.810 pontos.

. Em Hong Kong, o índice HANG SENG subiu 0,62 por cento, a 24.261 pontos.

. Em Xangai, o índice SSEC não abriu.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, não operou.

. Em Seul, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,30 por cento, a 2.161 pontos.

. Em Taiwan, o índice TAIEX permaneceu fechado.

. Em Cingapura, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,27 por cento, a 3.179 pontos.

. Em Sydney o índice S&P/ASX 200 recuou 0,27 por cento, a 5.856 pontos.