BNDESPar anuncia emissão de debêntures de R$ 2,5 bi

Serão até quatro séries, com 2,5 milhões de títulos, com valor unitário de R$ 1 mil, em regime de colocação de garantia firme de liquidação

São Paulo – O braço de investimentos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social Participações (BNDESPar) anuncia sua sétima emissão de debêntures simples, não conversíveis em ações, no valor de R$ 2,5 bilhões.

Serão até quatro séries, com 2,5 milhões de títulos, com valor unitário de R$ 1 mil, em regime de colocação de garantia firme de liquidação.

A oferta poderá ser acrescida por lote suplementar de 15% e adicional de 20% do inicialmente ofertado, que, se colocados, podem somar o total de R$ 3,3 bilhões na emissão. Os vencimentos variam de 5 a 22 anos.

A existência e a quantidade de cada série será definida no procedimento de coleta de intenções de investimento (bookbuilding), que acontece em 12 de julho.

A data de emissão é 1º de julho e de vencimento da 1ª série, 1º de janeiro de 2018, da 2ª série, 1º de agosto de 2017, da 3ª série, 15 de agosto de 2020, e da 4ª série, 15 de maio de 2035.

A remuneração será fixada no bookbuilding. No caso da primeira série, o valor nominal unitário não será atualizado e a remuneração não será superior à soma de 0,70% à taxa de juros efetiva anual do contrato futuro de DI com vencimento em 2 de janeiro de 2018 e será paga na data de vencimento.


O valor da 2ª série também não será atualizado e incidirão juros remuneratórios em cada um dos 17 períodos de capitalização, de acordo com tabela divulgada pelo banco, somada de sobretaxa equivalente a porcentual limitado a 0,70% ao ano.

O valor nominal unitário da 3ª série será atualizado pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) e incidirão juros prefixados limitados a 0,70%, somado à taxa interna de retorno da NTN-B com vencimento em 15 de agosto de 2020.

O valor nominal unitário da 4ª série também será atualizado pelo IPCA e terá juros prefixados de até 0,95% somado à taxa da NTN-B com vencimento em 15 de maio de 2035.

Haverá oferta de varejo equivalente a 35% das debêntures. O início do período de reserva é em 19 de junho e o final em 12 de julho. O Itaú BBA é o coordenador líder da emissão, trabalhando com o BB Investimentos, Bradesco BBI e XP Investimentos.