BC chinês libera US$ 30,85 bi em crédito em fevereiro

A intervenção tem como objetivo ajudar a financiar investimentos de pequenas empresas e da indústria agrícola

Pequim – O Banco do Povo da China (PBoC, o BC chinês) informou hoje que injetou em fevereiro um total de 202,02 bilhões de iuanes (US$ 30,85 bilhões) no sistema financeiro do país por meio de seus instrumentos monetários, numa tentativa de manter ampla liquidez durante o feriado do ano-novo chinês, que foi celebrado ao longo da segunda semana do mês passado.

Em comunicado publicado em sua página na internet, o PBoC detalhou que forneceu 163 bilhões de iuanes em recursos ao setor bancário através da linha de crédito de médio prazo, com o objetivo de ajudar a financiar investimentos de pequenas empresas e da indústria agrícola.

As taxas de juros para empréstimos de seis meses e um ano dessa linha foram reduzidas a 2,85% e 3%, respectivamente, enquanto a taxa de empréstimos de três meses ficou inalterada em 2,75%.

No fim de fevereiro, os empréstimos concedidos através da linha de médio prazo somavam 1,33 trilhão de iuanes, segundo o PBoC.

O BC chinês também injetou 3,42 bilhões de iuanes por meio da chamada linha de crédito permanente no mês passado, com o crédito total dessa linha atingindo 1,34 trilhão de iuanes.

Além disso, o PBoC liberou em fevereiro 35,6 bilhões de iuanes em empréstimos através da linha de crédito suplementar, destinada a projetos de renovação em áreas carentes do país e para a utilização eficiente de recursos hídricos.

O crédito total dessa linha chegava a 1,26 trilhão de iuanes no fim do mês passado.