Barril do Texas fecha em queda

Ao término do pregão na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos de futuros do WTI caíram US$ 0,44 em relação ao preço de fechamento de terça-feira

Nova York – O Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) para entrega em agosto fechou nesta quinta-feira em baixa de 0,5%, cotado a US$ 87,22, influenciado pelo fraco crescimento do setor de serviços nos Estados Unidos em junho e pela queda das reservas de petróleo no país na semana passada.

Ao término do pregão na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos de futuros do WTI caíram US$ 0,44 em relação ao preço de fechamento de terça-feira (quarta foi feriado nos EUA).

Segundo o Instituto de Gestão de Fornecimento (ISM), o índice que mede a evolução do setor serviços no maior consumidor de energia do mundo ficou em 52,1 pontos no mês passado, frente aos 53,7 de maio e abaixo dos 53 que previam os analistas. Foi o menor ritmo desde janeiro de 2010.

As reservas de petróleo caíram 4,3 milhões de barris na semana passada e ficaram em 382,9 milhões de barris, embora a maioria dos analistas tenha calculado previamente uma queda de 2 milhões de barris dos estoques.

Os contratos de gasolina com vencimento em agosto subiram US$ 0,04 e ficaram em US$ 2,76 por galão (3,78 litros), enquanto os contratos de gasóleo para calefação para entrega no mesmo mês fecharam em alta de US$ 0,01, valendo US$ 2,76 por galão.

Já os contratos de gás natural com vencimento em agosto avançaram US$ 0,05 e terminaram o pregão negociados a US$ 2,94 por cada mil pés cúbicos.