Barril do Texas fecha em queda

Ao término do pregão na Bolsa Mercantil de Nova York, os contratos de futuros do WTI caíram US$ 0,94 em relação ao preço de fechamento de terça-feira

Nova York – O Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) para entrega em junho fechou nesta quarta-feira em baixa de 0,88%, cotado a US$ 105,22 por barril, após o anúncio de que as reservas de petróleo nos Estados Unidos aumentaram muito acima do estimado pelos analistas.

Ao término do pregão na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos de futuros do WTI caíram US$ 0,94 em relação ao preço de fechamento de terça-feira.

A queda desta quarta-feira ocorreu após o Departamento de Energia dos Estados Unidos anunciar que as reservas de petróleo no país aumentaram em 4 milhões de barris na semana passada e ficaram em 373 milhões de barris.

O órgão informou ainda que as reservas de petróleo se encontram acima da média para esta época do ano e são 2,7% maiores que as de um ano atrás, o que afetou a cotação do petróleo.

Também influiu saber que o setor privado nos EUA, maior consumidor mundial de petróleo junto à China, gerou 119 mil trabalhos em abril, um ritmo de criação de emprego que se mantém de forma modesta, segundo a empresa de consultoria Automatic Data Processing (ADP).

Os contratos de gasolina com vencimento em junho caíram US$ 0,02 e fecharam valendo US$ 3,07 por galão (3,78 litros), enquanto os de gasóleo para calefação para entrega no mesmo mês recuaram US$ 0,03, encerrando cotados a US$ 3,17 por galão.

Já os contratos de gás natural com vencimento em junho caíram US$ 0,12 e terminaram negociados a US$ 2,25 por cada mil pés cúbicos.