Barril do Texas fecha em alta de 1,14%

Ao término do pregão na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos de futuros do WTI subiram US$ 1,13 em relação ao preço de fechamento do pregão de quarta-feira

Nova York – O Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) para entrega em março fechou nesta quinta-feira em alta de 1,14%, cotado a US$ 99,84 por barril, depois que Grécia aprovou medidas de ajuste para um novo empréstimo que evite a quebra do país e após terem sido divulgados bons dados sobre o mercado de trabalho nos Estados Unidos.

Ao término do pregão na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos de futuros do WTI subiram US$ 1,13 em relação ao preço de fechamento do pregão de quarta-feira.

A cotação do petróleo se viu pressionada em alta pelas notícias procedentes da Grécia, onde o Governo finalmente chegou a um acordo sobre as medidas de ajuste com o qual ficou garantido um novo resgate internacional que evite a quebra do país.

O empréstimo, avaliado em pelo menos 130 bilhões de euros, fica pendente do sinal verde final da ‘troika’, integrada pelo Fundo Monetário Internacional, o Banco Central Europeu e a Comissão Europeia.

Além disso, os futuros do WTI também se encareceram depois que o Departamento de Trabalho dos EUA anunciou que o número semanal de solicitações por desemprego no país desceu na semana passada em 15 mil para ficar em 358 mil.

Os contratos de gasolina com vencimento em março fecharam o pregão em alta de US$ 0,04, cotados a US$ 3,01 por galão (3,78 litros), enquanto os de gasóleo para calefação para entrega no mesmo mês ganharam US$ 0,02 e ficaram nos US$ 3,20 por galão.

Já os contratos de gás natural com vencimento em março subiram US$ 0,03 e terminaram o pregão valendo US$ 2,47 por cada mil pés cúbicos.