Banco Cruzeiro do Sul retoma venda de ações

São Paulo – O banco Cruzeiro do Sul (CZRS4) retomou o processo da oferta primária e secundária de ações na BM&FBovespa. A instituição protocolou o pedido de análise da operação na Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) para vender até 34 milhões de ações preferenciais.

O valor da captação pode chegar até R$ 411,4 milhões se considerados o lote suplementar e o preço do fechamento de ontem de R$ 12,10 por papel. Os bancos coordenadores da oferta são o Bank of America Merrill Lynch e o BTG Pactual. O início do período de reserva está programado para o dia 21 de abril e encerra-se no dia 28. As ações passam a ser negociadas no dia 30.
 
O banco pretende utilizar os recursos para ampliar a base de capital da instituição e, consequentemente, aumentar a carteira de crédito com o principal foco nas operações de crédito consignado. O restante será destinado para operações de capital de giro de curto prazo atrelado ao desconto de recebíveis.
 
Em fevereiro, o Cruzeiro do Sul teve a oferta paralisada por conta de uma solicitação de adequação do prospecto pedida pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários). A autarquia questionou a forma de capitalização de um FIDC (Fundo de Investimentos em Direitos Creditórios). O banco abriu o capital em junho de 2007.