B2W cai para menor preço da história após recuo das vendas

Valor das ações da empresa caíram para R$ 11,55, o mais baixo desde a entrada na bolsa

São Paulo – A B2W Cia. Global de Varejo, maior varejista online do Brasil, despencou para a menor cotação desde que começou a ser negociada depois de registrar queda maior que esperada nos resultados do terceiro trimestre.

A ação recuava 5 por cento para R$ 11,55, o menor preço de desde que a companhia passou a negociar na bolsa. Era o pior desempenho entre os 68 membros do Ibovespa, que avançava 2,4 por cento.

A companhia registrou prejuízo atribuído à controladora de R$ 40,6 milhões no trimestre, perda maior que os R$ 19,5 milhões esperados, segundo estimativa média de 11 analistas consultados pela Bloomberg. As vendas caíram 1 por cento após crescimento de 3 por cento no trimestre anterior, segundo comunicado.

“A B2W teve outra vez resultados desapontadores”, disseram analistas do Banco Santander SA, incluindo Tobias Stingelin, em nota enviada a clientes hoje. “Ainda não é hora de ser corajoso e investir na ação.”

A B2W recebeu ontem ordem de suspensão das vendas online no estado de São Paulo por 72 horas, por “ofensa” ao Código de Defesa do Consumidor ao deixar de entregar o produto adquirido pelos consumidores, segundo o Diário Oficial do Estado de São Paulo.

“Esse tipo de notícia não deixa uma boa imagem para os consumidores numa época em que nos aproximamos do período chave para vendas, o Natal.”