Aumento da oferta faz petróleo operar sem direção única

Os mercados de petróleo estão sendo sustentados pelas expectativas de que o Fed deverá manter seu programa de relaxamento quantitativo no primeiro trimestre

Londres – Os contratos futuros de petróleo bruto operam em direções divergentes, nesta sexta-feira, 25, em meio ao aumento da oferta e incerteza global sobre o crescimento da demanda.

Os mercados de petróleo estão sendo sustentados pelas expectativas de que o Federal Reserve deverá manter seu programa de relaxamento quantitativo no primeiro trimestre do próximo ano. Isso foi reforçado por fracos indicadores econômicos dos Estados Unidos.

“Uma saída de relaxamento quantitativo está parecendo cada vez mais repleta de dificuldades. Cada mês que passa aumenta a dificuldade de uma saída, com consequências que vão afetar todos nós”, disse a empresa de consultoria PVM Associates, em nota.

A demanda sazonalmente baixa de petróleo devido à manutenção de refinarias nos EUA ainda pesa sobre os preços na New York Mercantile Exchange (Nymex). Os fluxos de refinarias na Costa do Golfo dos EUA caíram por três semanas consecutivas e a temporada de manutenção está sendo mais duradoura do que o normal em 2013, o que poderia atrasar a recuperação da demanda e dos preços do petróleo, dizem os especialistas.

“A última tendência indica que oexcedente de oferta no Centro-Oeste dos EUA se mudou para a a Costa do Golfo dos EUA”, disse o Commerzbank. De acordo com o banco, ainda que os estoques de petróleo em Cushing – ponto de entrega física dos contratos negociados na Nymex – tenham caído 16 milhões de barris desde o final de junho, os estoques de petróleo bruto na Costa do Golfo dos EUA aumentaram 17 milhões de barris nas últimas cinco semanas e estão agora pouco abaixo da máxima em quatro anos registrada em abril.

O petróleo tipo brent está sendo sustentado por dados que mostraram um acentuado crescimento da economia do Reino Unido no terceiro trimestre. A Comissão de Mercado de Futuros e Commodity (CFTC, na sigla em inglês) deve publicar o relatório “compromisso de traders” sobre a semana de 4 de outubro nesta sexta-feira e os relatórios para as outras semanas de outubro, cujas divulgação foram atrasadas devido à paralisação do governo dos EUA, serão publicados na próxima semana, disse a consultoria PVM.

Às 8h48 (pelo horário de Brasília), o petróleo para dezembro negociado na Nymex subia 0,37%, a US$ 97,47 por barril, enquanto o brent com vencimento para o mesmo mês tinha queda de 0,13%, a US$ 106,86 por barril, na plataforma eletrônica ICE, em Londres. Fonte: Dow Jones Newswires.