As ações que não acompanham a euforia do mercado

Principal índice da Bolsa acumula ganhos de 4,3% no ano, com a perspectiva de crescimento global e o aumento do apetite de investidores por risco

São Paulo — Os investidores da Bolsa não têm do que reclamar. Com a perspectiva de crescimento global e o aumento do apetite de investidores por risco, o Ibovespa acumulou — em apenas duas semanas — ganhos de mais de 4,3%.

O índice bateu novos recordes em seis dos dez pregões realizados até agora. O último foi ontem, quando o índice terminou o dia na casa dos 79.752 pontos. Hoje, o Ibovespa rompeu a casa dos 80 mil pontos e renovou a máxima intra diária.

Algumas ações, no entanto, não acompanham o otimismo do mercado. Dos 65 papéis que compõem o Ibovespa, 18 acumulam perdas superiores a 1%

As ações ordinárias da Eletrobras, por exemplo, têm queda acumulada de mais de 11,9% no período. Os papéis preferenciais da companhia também aparecem na lista, com perdas de 11,4%.

Abaixo, você vê a lista completa. O levantamento é da provedora de informações financeiras Economatica, que considerou os dados até a última segunda-feira.

Empresa Ação Desempenho no ano (em %)
Eletrobras ELET3 -11,94
Eletrobras ELET6 -11,41
Kroton KROT3 -7,93
Lojas Americanas LAME4 -7,19
Marfrig MRFG3 -6,56
Raia Drogasil RADL3 -5,62
Fleury FLRY3 -5,49
Taesa TAEE11 -3,70
Pão de Açúcar PCAR4 -3,08
Sanepar SAPR11 -3,01
Via Varejo VVAR11 -2,94
Copel CPLE6 -2,76
EDP ENBR3 -2,50
Rumo RAIL3 -2,00
Klabin KLBN11 -1,99
BR Malls BRML3 -1,89
Magazine Luiza MGLU3 -1,65
Sabesp SBSP3 -1,25