Após subir mais de 7%, ações do PanAmericano zeram ganhos

Banco do apresentador Silvio Santos estreou hoje na Bovespa

As ações do Banco PanAmericano, do empresário Silvio Santos, finalizaram seu primeiro dia de negociações na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) estáveis em 10 reais, após terem alcançado alta de 7,9% durante o pregão.

Os papéis tiveram seu preço inicial fixado abaixo do piso de 12,50 reais projetado pelos coordenadores da operação, o que, para os especialistas, pode ser um reflexo da crise do subprime. “Apesar de o setor financeiro brasileiro ser muito bom, a crise do subprime gerou um certo trauma nos investidores. E, como a maior parte deles é estrangeira, isso refletiu diretamente no preço do papel”, diz o sócio da consultoria Solving do Brasil, Antonio Bento Furtado de Mendonça Neto.

Nas últimas semanas, grandes instituições financeiras, como Citigroup, Merrill Lynch, UBS e Credit Suisse divulgaram perdas de bilhões de dólares com ativos subprime, mostrando que o estrago é muito maior do que se imaginava. Pelas estimativas do Deutsche Bank, os prejuízos podem chegar a 400 bilhões de dólares.