Após concordata, NII deixará de ser listada na Nasdaq

Para proteger o valor restante da empresa e dos acionistas, a NII já comunicou que não vai recorrer e deixará de ter suas ações negociadas

São Paulo – A bolsa eletrônica norte-americana Nasdaq notificou na última terça-feira, 16, a NII Holdings da intenção de retirar os papéis da companhia da listagem do mercado de ações, intenção baseada no anúncio de pedido de recuperação judicial (Chapter 11) emitido no dia anterior e em “preocupações de interesse público”.

Para proteger o valor restante da empresa e dos acionistas, a NII já comunicou que não vai recorrer e deixará de ter suas ações negociadas.

De acordo com formulário enviado na quinta, 18, à Securities and Exchange Comission (SEC), essas apreensões incluíam participação residual de valores mobiliários existentes e “preocupação sobre a habilidade da companhia de sustentar a conformidade com todos os requerimentos para continuar listada no mercado de ações da Nasdaq, incluindo em particular a Regra de Listagem 5450(a)(1), que requer um preço mínimo de US$ 1 por ação”.

A menos que a NII fizesse uma requisição formal de apelação, a oferta das ações da companhia será suspensa no próximo dia 25 de setembro, com o envio do Form 25-NSE em sequência para remover a empresa da listagem da Nasdaq.

Para o lado da NII, não há interesse em recorrer, já que qualquer plano de reestruturação implantado após o procedimento de concordata resultaria na perda de liquidez, juros e direito de aquisição das ações, que seriam cancelados sem considerações.

“Se isso fosse ocorrer, todo o valor de investimentos de ações comuns da companhia será perdido. Por essa razão, a companhia não pretende tomar nenhuma ação futura para apelar da decisão do staff (da Nasdaq)”.

Os papéis da controladora da Nextel Brasil estão cada vez mais em queda livre na bolsa norte-americana, com valor oscilando entre US$ 0,066 e US$ 0,125 durante a semana.

Às 13h30 desta sexta-feira, 19, as ações da empresa estavam em queda de 22,95%.