Após abrir 2012 com altas, Ibovespa volta ao vermelho; Localiza lidera perdas

Vale anuncia captação externa; ações desvalorizavam 1% no início da tarde

São Paulo – O Ibovespa pode ter nesta quarta-feira seu primeiro pregão de perdas em 2012, caso o movimento vendedor que persiste desde a abertura permaneça. O principal índice da bolsa brasileira chegou a desvalorizar 1,2% na mínima do dia, aos 58.557 pontos. Na semana, o índice registra uma valorização de 3,5%.

Na Europa, os principais mercados também operam no terreno negativo. No início da tarde, a perda mais intensa era representada pelo índice espanhol Ibex 35, que caia 2%.

A Alemanha vendeu 4,057 bilhões de euros em bônus governamentais de 10 anos nesta quarta-feira, no primeiro leilão do vencimento desde uma venda que gerou temores sobre as ameaças da crise de dívida da Europa para sua maior economia. Os bônus foram vendidos a um rendimento médio de 1,93%, menor que o juro de 1,98% pago em novembro, quando os nervos do mercado produziram um dos mais mal sucedidos leilões de dívida desde a introdução do euro.

Já Portugal colocou 1 bilhão de euros em dívida pública para três meses a um juro médio de 4,34%, menor do que a taxa de dezembro (4,87%) e a mais baixa dos últimos nove meses. Pelos dados do Tesouro luso, toda a oferta dessa primeira emissão do ano foi negociada e a demanda dobrou com relação ao último leilão (demanda de 2,391 bilhões de euros frente ao 1 bilhão de euros colocados). A rentabilidade dos títulos portugueses para dois anos desceram nesta manhã para 111,4 pontos base com relação ao bônus alemão – o de referência na Europa – e ficaram em 14,98%, contra 16,09% da sessão de terça-feira.

/libc/player/liquid3.swf

Localiza

Com uma alta de 5% na semana, as ações ordinárias da Localiza (RENT3) lideram a ponta negativa do Ibovespa. Na mínima do dia, a desvalorização dos papéis era de 3,7%, ao preço de 26,70 reais.

A empresa, que acaba de entrar para a carteira teórica do Ibovespa, teve sua recomendação rebaixada de desempenho acima da média de mercado (outperform) para neutra pelo analista Luiz Otavio Campos, do Credit Suisse. O preço alvo por ação é de 31 reais, um potencial de valorização de 15% considerando a cotação de fechamento de ontem.

Vale

As ações ordinárias (VALE3) e preferenciais classe A da Vale (VALE5) registravam perdas próximas de 1% nesta tarde. A mineradora anunciou que pretende emitir títulos no mercado internacional com vencimento em 2022, segundo comunicado ao mercado hoje. Os recursos serão usados para “propósitos corporativos em geral”, disse o comunicado.

Citigroup Global Markets Inc, HSBC Securities Inc. JPMorgan Securities LLC, BB Securities Ltd, e Banco Bradesco BBI SA foram contratados para coordenar a operação, disse a Vale.