Alta da Petrobras; Venda da BR…

Petrobras levanta a bolsa

O Ibovespa fechou o último pregão da semana com alta de 1,06% com o ânimo dos investidores após os anúncios da Petrobras. Os papéis preferenciais da estatal subiram 3,2% e os ordinários 2,29%. Juntos, estes papéis movimentaram 1,2 bilhão de reais – 16% do total negociado no Ibovespa nesta sexta. Hoje pela manhã a companhia anunciou a redução no preço dos combustíveis – a primeira desde 2009. A gasolina terá redução de 3,2%; o diesel, 2,7%. O anúncio foi bem recebido pelo mercado não só por mostrar o comprometimento da gestão com uma nova política de preços, mas também devido aos efeitos indiretos que a redução deve trazer, como queda dos juros e menor pressão sobre a inflação do país. 

_

Lojas Americanas quer BR Distribuidora

A rede varejista Lojas Americanas vai participar do processo de aquisição de participação societária da BR Distribuidora, a unidade de combustíveis da Petrobras. Em fato relevante, a companhia afirma que, apesar de seu interesse, inexiste definição quanto à futura apresentação de proposta para aquisição da BR. Em relatório, analistas do banco BTG Pactual afirmam que a notícia parece fazer sentido, já que cerca de 81% dos 7.000 postos de gasolina não tem loja de conveniência. Com 1.063 pontos de venda em quase 450 municípios, a varejista está em meio de um plano de expansão para abrir 800 novas lojas até 2019.

_

Não é a única…

A Lojas Americanas não está só. A Petrobras informou que distribuiu até o momento mais de 90 prospectos de venda de participação da BR Distribuidora para potenciais parceiros. “E a etapa seguinte é: quem assinar o acordo de confidencialidade poderá receber um conjunto maior de informações sobre a situação da empresa e números da empresa”, afirmou Ivan Monteiro, diretor da Área Financeira e de Relacionamento com Investidores da companhia. Segundo o presidente da estatal, Pedro Parente, a nova política de preços de combustíveis – compatível com o mercado externo – deve atrair ainda mais interessados na BR Distribuidora.

_

Greve: menos financiamentos

A greve dos bancários, que teve início em setembro e durou cerca de um mês, afetou negativamente o financiamento de veículos novos, que tiveram uma queda de 14,8% no mês passado em relação a agosto. Na comparação com o mesmo mês de 2015, a queda é ainda maior: 27,2%. Com a queda de setembro, o terceiro trimestre encerrou com baixa de 25,3% no volume de financiamentos na comparação anual. A greve se soma ao grande desemprego, que já atinge 12 milhões de pessoas, e à política mais rigorosa das instituições financeiras na concessão de crédito.

_

Embraer voa

As ações da fabricante de aviões Embraer fecharam em alta de 2,9% nesta sexta-feira. A companhia entregou 54 aeronaves comerciais e executivas no terceiro trimestre do ano, um aumento de 6,6% na comparação com o ano anterior. As entregas de aviões comerciais subiram 38%. Os executivos, que são mais baratos, tiveram redução de 17% no volume despachado. No acumulado do ano, já foram entregues 150 aviões. As operações aconteceram na mesma época em que a empresa realizou um Programa de Demissão Voluntária e concedeu férias coletivas a alguns setores. A Embraer divulga seu balanço trimestral completo no dia 31 de outubro.