Aliansce tem ação descontada em setor caro, diz banco

Papéis da administradora de shoppings já subiram 72% em 2012

São Paulo – As ações da Aliansce (ALSC3) são negociadas com desconto em um setor com papéis caros, avalia o Credit Suisse em um relatório. “Apesar de a companhia ainda negociar a um desconto em relação aos pares, a ação já se apreciou em 72% no ano seguindo a nossa postura positiva sobre a empresa a bem sucedida venda de ativos”, ressalta Guilherme Rocha, analista do banco.

A administradora e proprietária de shoppings centers divulgou nesta semana que as vendas nos centros comerciais no terceiro trimestre apresentaram um crescimento de 13,4% em relação ao mesmo período de 2011, totalizando 1,391 bilhão de reais. A variação das vendas mesmas lojas cresceu 10,4% no período e os aluguéis 8,6%. A taxa de ocupação saltou de 97,8% no segundo trimestre para 98,3%.

Segundo o banco, o crescimento das vendas nas mesmas lojas e de aluguéis foi, mais uma vez, razoável. “O aumento na taxa de ocupação deve ser bem-vinda pelo mercado”, ressalta o analista Guilherme Rocha, que assina a análise. A recomendação às ações é de desempenho acima da média do mercado (outperform), com um preço-alvo de 24 reais para 12 meses.

A ação, de acordo com o Credit Suisse, negocia a 19,2 vezes o preço da ação sobre a geração de caixa (FFO – Lucro líquido + depreciação + amortização – despesas e receitas não recorrentes + Efeito do SWAP + despesas financeiras não desembolsadas + Imposto não caixa) projetada para 2013 e 13,6 vezes para 2014, o que sugere um desconto de 9% e 15% aos pares na bolsa, respectivamente.