Alemanha e Suíça têm desempenho abaixo de bolsas regionais

Impacto de sanções contra a Rússia seguravam as ações e ofuscavam parte do alívio pelo acordo de resgate do Banco Espírito Santo

Londres – Os mercados da Alemanha e da Suíça tinham desempenhos abaixo da média na Europa nesta segunda-feira, conforme o impacto de sanções contra a Rússia seguravam as ações e ofuscavam parte do alívio pelo acordo de resgate do Banco Espírito Santo (BES).

Às 7h51 (horário de Brasília), o índice das principais ações europeias FTSEurofirst 300 tinha alta de 0,31 por cento, a 1.336 pontos, enquanto o índice de blue chips da zona do euro Euro Stoxx 50 subia 0,66 por cento para 3.092 pontos.

A pesquisa Sentix de agosto sobre a confiança na zona do euro mostrou uma queda inesperada no mês passado à medida que novas sanções da UE contra a Rússia pesavam sobre as expectativas de crescimento, particularmente na Alemanha, que tem uma grande exposição à Rússia.

A companhia de artigos esportivos Adidas emitiu um alerta de lucro na semana passada, culpando sua exposição a um mercado russo fraco, e a corretora Berenberg cortou sua classificação para “hold” ante “comprar”.

“A Alemanha está posicionada para perder mais do que a maioria em caso de sanções adicionais contra a Rússia”, disse o vice-presidente financeiro da SteppenWolf Capital, Phoebus Theologites. O índice alemão DAX, que atingiu uma máxima recorde de 10.050 pontos no final de junho, tinha leve alta.

O índice SMI da Suíça tinha queda de 0,87 por cento, com as ações dos dois maiores bancos do país –o UBS e o Credit Suisse — rondandos seus menores níveis em cerca de um ano. Operadores disseram que os bancos estavam sofrendo pela continuidade do ritmo negativo da semana passada, quando a bolsa de Zurique ficou fechada por um feriado.